Drag Racing 1/4 Mile times 0-60 Dyno Fast Cars Muscle Cars

VW do Brasil (curiosidades)

Curiosidades na produção de veiculos VW


 


More Videos...


o carro mais feio do mundo
meu pai sofrendo com seu caminhão velho... o pior é que ele gosta muito do caminhão mas o caminhão não gosta dele pq vive estragando. me ajudem a levar ele pro LATA VELHA !!!





A História Automobilística Brasileira 03
1959 brasil terceira potência da indústria automobilistica





▶ A evolução da Rural Willys
A evolução da Rural Willys no Brasil, de 1956 à 1977. Comentem... A Rural Willys é um utilitário que foi produzido pela Willys Overland nas décadas de 1950, 1960 e 1970 no Brasil. Na década de 1970, passou a ser produzida pela Ford do Brasil, que comprou a fábrica da Willys em 1967, mantendo inalterados o nome Rural e praticamente todas as características do veículo. Foi lançado nos Estados Unidos em 1946 com o nome de Jeep Station Wagon, tendo sido o primeiro veículo do tipo com a carroceria toda em metal, em contrapartida às carrocerias de madeira, então comuns. Com pequenas diferenças, foi produzido também em outros países como o Japão, onde foi fabricado pela Mitsubishi, com o nome J37 e a Argentina, onde foi fabricado pela Kaiser e é conhecido como Estanciera. O modelo brasileiro foi redesenhado em 1958 utilizando como inspiração a arquitetura moderna de Brasília, em construção na época. Este desenho acompanhou a Rural até o encerramento de sua produção em 1977. No Brasil foram produzidas versões com tração 4X4 e 4X2, com motores a gasolina de seis cilindros em linha e cilindrada de 2.6 ou 3.0 litros (opcional). O motor de 2.6 litros, ou 161 polegadas cúbicas, foi o primeiro motor a gasolina fabricado no Brasil e também equipava outros veículos da fábrica Willys, como o Jeep e o Aero. O motor 3.0, utilizando o mesmo bloco, equipava o Itamaraty. A partir do segundo semestre de 1975, até o final da produção, em 1977, a Rural foi fabricada com motor Ford, denominado OHC, de quatro cilindros e 2.3 litros de cilindrada. Em todas as versões, tinha potência aproximada de 90 hp (cavalos-vapor), adequada à época e características do veículo. A Rural Willys pode ser considerada "pai" dos atuais utilitários esportivos existentes, pois era um um veículo com espaço para a família, mas robusto e com vocações off-road Em 1961 entrou em linha a versão picape da Rural, chamada de Pick-Up Willys ou Pick up Jeep e, posteriormente, F-75. A versão militar, amplamente utilizada pelas Forças Armadas do Brasil, denominava-se F-85. Na Argentina, este modelo foi conhecido como Baqueano. Tal como o Jeep, a F-75 manteve-se em produção pela Ford do Brasil até 1981.





Linha de Montagem do Chevette em 1974.
Vídeo comemorativo referente ao aniversário da cidade de São José dos Campos, em 1974. Mostra a linha de montagem do Chevette tubarão.





HISTORIA DA INDUSTRIA AUTOMOBILISTICA WILLYS
Neste filme feito por Jean Manzon ele mostra a linha de produção da Willys antes dela ser comprada pela Ford em 1967. Neste filme eles citam o projeto M que mais tarde se tornaria o Ford corcel, ele aparece coberto por uma capa mas pelas rodas ja da pra saber que é um corcel !





Achados arqueológicos modernos - Carros antigos.
Carros antigos em bom estado encontrados em uma garagem, incluindo um Karmann Ghia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Volkswagen_Karmann_Ghia).





Carros velhos abandonados numa praça em Silvânia Goiás em 17 Julho 2010...
Curiosidades Carros velhos abandonados e expostos numa praça com muito verdes em Silvânia Goiás em 17 de Julho de 2010... ...





Indústria Automobilística
A antiga montadora brasileira DKV-Vemag é o grande destaque. Toda a linha de produtos da marca é mostrada fase a fase. Da produção das ferramentas, pneus e motores até a linha de montagem. Ou como era o treinamento da rede autorizada. A aprovação final nos testes de laboratório, campo ou numa corrida em Brasília.





Caminhao Parado 15 anos em pedreira com motor jeep willis 6 cilindros Parte 2
Caminhao antigo pedreira





Carros abandonados no Brasil
Raridades





Volkswagen SP2 1974 & Puma GTE 1976
VW SP2 1974 e Puma GTE 1976 impecáveis.





Achados arqueológicos modernos - SP2 VW
SP2 74 VW carro antigo clássico





Fábrica Gurgel Motores - Antes e Depois da falência
Cenas da antiga fábrica da Gurgel Motores, montadora brasileira que produziu o primeiro carro genuinamente nacional nacional: o BR 800. As imagens apresentam as instalações da empresa no final dos anos 80 e início dos anos 90, quando a empresa a todo vapor, comparando-as com cenas filmadas em 2004, quando a empresa já se encontrava abandonada a vários anos após sua falência. As cenas foram extraídas do documentário "Gurgel e o carro do Brasil". História completa da Gurgel Motores: http://users4.jabry.com/montadorasbrasileiras/gurgelhistoria.htm Gurgel Motores Supermini João Augusto BR800 BR 800 BR-800 projeto delta carajas tocantins itaipu eletrico fiat uno carro popular montadoras brasileiras Paulo Lemos Ratan Tata Nano Ford T Fiat 500 Mini Cooper Citroen 2cv Smart Troller TAC Stark Obvio! 828 Lobini H1 San Vito S1 Agrale Marrua Puma Miura Santa Matilde





Cemitério de carros antigos, interior de SP...
Cemitério de carros antigos no interior de São Paulo, quanto disperdicio...





So testet VW !
Hier kannst Du das erste mal sehen wie VW seine Fahrzeuge testet.





Which car is faster? Which Car is Faster?




Similar 1/4 mile timeslips to browse:

1989 Honda Civic CRX Si: 8.850 @ 165.000
Graig Osborne, Engine: 83mm GSR 1.887Liter, Supercharger: none Turbos: BW S372r Tires: M&H 26x10


1989 Honda Civic CRX : 9.780 @ 147.500
Ed Bergenholtz, Engine: 4-cyl 1994 Acura 1.8, Turbos: Fastrax TO4E Tires: H&H


1991 Honda Civic CRX B18C T67 Turbo: 10.126 @ 139.160
Dwayne Howell, Engine: 1.8 L, Supercharger: n/a Turbos: T67 Tires: MT 26X10X15


1991 Honda Civic CRX ee8: 10.937 @ 132.000
Krystian Mazur, Engine: k24/k20, Tires: M&H


1991 Honda Civic CRX Si: 11.331 @ 126.400
Chris Elliott, Engine: B18C1, Tires: M/T / Moroso


1990 Honda Civic CRX Si: 11.332 @ 121.570
Maxime Desrochers, Engine: H23A , Supercharger: no Turbos: no


1987 Honda Civic CRX Si: 11.358 @ 116.200
Craig Crevier,


1988 Honda Civic CRX si: 11.400 @ 119.000
Jose Pinho, Engine: H22, Tires: M/T


1988 Honda Civic CRX HF: 11.400 @ 124.300
Jake Torres, Engine: 93 Integra Block RS Machine sleeves 86mm 14:5:1 Comp. 94 Integra Gsr Head Sq. Port, Supercharger: n/a Turbos: n/a Tires: M &T Slicks 24.5x7x13


1991 Honda Civic CRX Si: 11.422 @ 126.000
Heinrich Dekalb, Engine: b18c5 japan spec, Turbos: drag generation 3 turbo kit Tires: Nitto NT 555-R Drag Radials front & NT 555's in th


1988 Honda Civic CRX DX: 11.487 @ 120.210
Chris Resseguie, Engine: B16a, Supercharger: NONE Turbos: NONE Tires: M&H


1988 Honda Civic CRX si: 11.716 @ 115.440
Chris Eger, Engine: SOHC D16A6 1.6L, Tires: slicks


1988 Honda Civic CRX Si: 11.831 @ 123.450
Jan Luis Figueroa, Engine: d16z6 sohc vtec, Turbos: pte sc50 Tires: mt


1988 Honda Civic CRX : 11.970 @ 113.000
NEAL SUTTON, Engine: B18C1, 0 0 Tires: M&H


1988 Honda Civic CRX : 12.046 @ 113.890
Craig Marsh, Engine: B18A non-vtec, Tires: M/T 24.5x8x13


1988 Honda Civic CRX HF: 12.257 @ 114.800
Victor Manuel Perez, Engine: D15B, Turbos: T3/T4 AR50


1988 Honda Civic CRX : 12.270 @ 109.700
Neal Sutton, Engine: B18C1, Tires: 14x8 MT


1990 Honda Civic CRX si: 12.290 @ 109.000
jay jackson, Engine: 1.6L doch b16a, Tires: m&h slicks front skinnies rear


1990 Honda Civic CRX DX: 12.302 @ 111.910
Sath Vang, Engine: 2.0 Liter, Supercharger: N/A Turbos: N/A Tires: MT


1991 Honda Civic CRX si: 12.400 @ 113.300
slim, Engine: b16a, Tires: BFG drag radials


 


©2015 DragTimes - Disclaimer - Contact Us