Drag Racing 1/4 Mile times 0-60 Dyno Fast Cars Muscle Cars

Chevrolet Monza 87: Comercial Antigo (Brasil)

Comercial antigo da linha 1987 do Chevrolet Monza no Brasil, apresentando a versão 2.0. Comercial antigo Comerciais Antigos Propaganda antiga Propagandas Antigas TV Brasileira Anos 60 Anos 70 Anos 80 anuncio campanha publicitária de lançamento carro carros automóvel automóveis Brasil Brazil Vintage Car Commercial Ad Advertise Advertisement Classic TV Spot Pubblitità Publicidad Recklam Chevrolet Monza Hatch Kadett Chevette Opala Caravan VW Volkswagen Passat Santana Voyate Gol Parati Savero Apollo Ford Versailles Del Rey e Del Rey Scala Landau Escort xr3 conversível Corcel Verona Fiat Uno Premio Elba Oggi Panorama Tempra GM


 


More Videos...


Homenagem de Despedida do Monza





comercial Chevrolet Monza 1983
Filme publicitário veiculado em 1983 para o Chevrolet Monza Hatch





Programa sobre o Monza
Programa autoesporte sobre o Monza. Copyright Rede Globo de Televisão. Espero que não impliquem :). :)





Último Chevrolet Opala fabricado no Brasil - EXCLUSIVO
Vídeo do último Chevrolet Opala fabricado no Brasil, produzido pela AutoData Editora. Conheça em www.autodata.com.br e www.assineautodata.com.br.





OMEGA CD ABSOLUTO - COMERCIAL 1992
CHEVROLET OMEGA CD - COMERCIAL 1992 - PROPAGANDA SIMPLESMENTE ABSOLUTO





Vídeo Comercial - VW Brasília Lançamento 01





ADEUS AO MONZA OFICIAL GM
ADEUS AO MONZA OFICIAL GM, MARÇO 1996 APRESENTADO PELA BAND RS. UM EXEMPLO DE RESPEITO A UM CARRO MUNDIAL DE GRANDE E EXCELENTE QUALIDADE EU TENHO UM SANTANA MAS SE NÃO TIVESSE O SANTANA EU TERIA UM MONZA COM TODA CERTEZA.





Comercial VW Passat 1984 - Partida a frio instantânea
Comercial do Volkswagen Passat brasileiro, de 1984, com a nova partida a frio instantânea.





Chevrolet Monza 1982: Comercial de Lançamento no Brasil
Comercial de lançamento do Monza Hatch no Brasil em 1982. "O estilo do Monza, clássico ou esportividade, assim é o futuro. Você tem que ficar frente a frente com ele. Vá conhecê-lo no seu concessionário Chevrolet." =========== HISTÓRIA: CHEVROLET MONZA ========== O modelo hatch foi lançado em 1982, sendo a interpretação brasileira embora de origem européia - do chamado carro J, o carro mundial da GM. Inicialmente contava com um moderno motor 1.6 transverval, de quatro cilindros em linha e 75 cavalos de potência, como única opção, mas no ano seguinte foi apresentado junto com a versão de três volumes e quatro portas um novo propulsor de 1.8 litro e 86 cavalos, somente a gasolina. Em 1984 foi lançado o Monza de três volumes e duas portas, juntamente com o motor 1.8 a álcool. A combinação caiu em cheio no gosto do público na época e foi um estrondoso sucesso. Em agosto de 1984 veio a versão automática, com três marchas, e em meados de 1985 a GM cria a versão 85 e meio de sua linha Monza, o que incluía mudanças significativas na parte interna, um dos alvos de crítica do público: novo painel, bancos mais confortáveis com encostos de cabeça separados (no banco traseiro como opcional), comandos mais eficientes, além de modificações externas na grade e spoiler dianteiro. Embora tenha sido positiva, essa atitude gerou muita insatisfação entre aqueles que já tinham comprado os Monza 85 antigos, que perderam muito valor. Em 1986 surge o esportivo S/R, apenas na versão hatch, de acabamento esportivo, com destaque para os bancos Recaro, o painel com grafismo vermelho e as rodas de aro 14 com pneus de perfil baixo, Nesse mesmo ano surge o Classic, top de linha, que empregava lanternas traseiras de maiores dimensões e acabamento mais luxuoso. Em 1987 é criado o motor 2.0. Em 1988 novas mudanças aconteceram, com a introdução de faróis planos. O S/R (que deixava de ser fabricado naquele ano, assim como a versão hatch) passa a contar com motor 2.0 e saia no pára-choque traseiro e laterais. Os frisos das versões mais caras ficaram mais largos e por dentro o painel e forrações foram redesenhados. Data dessa época o interior e exterior na cor vinho. Em 1990 saia o primeiro Monza com injeção eletrônica, o 500 EF. No ano seguinte o carro ganhou novas frente e traseira, que o deixou descaracterizado, na opinião de alguns. ============================================== Comercial antigo Comerciais Antigos Propaganda antiga Propagandas Antigas TV Brasileira Anos 60 Anos 70 Anos 80 anuncio campanha publicitária de lançamento carro carros automóvel automóveis Brasil Brazil Vintage Car Commercial Ad Advertise Advertisement Classic TV Spot Pubblitità Publicidad Recklam GM Chevrolet Monza Hatch Kadett Chevette Opala Omega VW Volkswagen Passat Santana Voyate Gol Parati Ford Del Rey Escort Corcel Fiat Premio Oggi 147 Uno Tempra





Chevrolet Monza - Comercial Antigo do Monza Hatch
http://saiudelinha.com.br - Chevrolet Monza - Comercial Antigo do Monza Hatch. Visite: http://saiudelinha.com.br





▶ A evolução da Rural Willys
A evolução da Rural Willys no Brasil, de 1956 à 1977. Comentem... A Rural Willys é um utilitário que foi produzido pela Willys Overland nas décadas de 1950, 1960 e 1970 no Brasil. Na década de 1970, passou a ser produzida pela Ford do Brasil, que comprou a fábrica da Willys em 1967, mantendo inalterados o nome Rural e praticamente todas as características do veículo. Foi lançado nos Estados Unidos em 1946 com o nome de Jeep Station Wagon, tendo sido o primeiro veículo do tipo com a carroceria toda em metal, em contrapartida às carrocerias de madeira, então comuns. Com pequenas diferenças, foi produzido também em outros países como o Japão, onde foi fabricado pela Mitsubishi, com o nome J37 e a Argentina, onde foi fabricado pela Kaiser e é conhecido como Estanciera. O modelo brasileiro foi redesenhado em 1958 utilizando como inspiração a arquitetura moderna de Brasília, em construção na época. Este desenho acompanhou a Rural até o encerramento de sua produção em 1977. No Brasil foram produzidas versões com tração 4X4 e 4X2, com motores a gasolina de seis cilindros em linha e cilindrada de 2.6 ou 3.0 litros (opcional). O motor de 2.6 litros, ou 161 polegadas cúbicas, foi o primeiro motor a gasolina fabricado no Brasil e também equipava outros veículos da fábrica Willys, como o Jeep e o Aero. O motor 3.0, utilizando o mesmo bloco, equipava o Itamaraty. A partir do segundo semestre de 1975, até o final da produção, em 1977, a Rural foi fabricada com motor Ford, denominado OHC, de quatro cilindros e 2.3 litros de cilindrada. Em todas as versões, tinha potência aproximada de 90 hp (cavalos-vapor), adequada à época e características do veículo. A Rural Willys pode ser considerada "pai" dos atuais utilitários esportivos existentes, pois era um um veículo com espaço para a família, mas robusto e com vocações off-road Em 1961 entrou em linha a versão picape da Rural, chamada de Pick-Up Willys ou Pick up Jeep e, posteriormente, F-75. A versão militar, amplamente utilizada pelas Forças Armadas do Brasil, denominava-se F-85. Na Argentina, este modelo foi conhecido como Baqueano. Tal como o Jeep, a F-75 manteve-se em produção pela Ford do Brasil até 1981.





Comercial Ford Corcel - A Corrida (1970)





Comercial VW Gol 1999 - Lançamento do GIII
Comercial de lançamento da terceira geração do VW Gol, em 1999, no Brasil.





Fiat Uno 1984: Comercial de Lançamento no Brasil
Um dos comerciais de lançamento do Fiat Uno no Brasil em 1984. Comercial antigo Comerciais Antigos Propaganda antiga Propagandas Antigas TV Brasileira Anos 60 Anos 70 Anos 80 anuncio campanha publicitária de lançamento carro carros automóvel automóveis Brasil Brazil Vintage Car Commercial Ad Advertise Advertisement Classic TV Spot Pubblitità Publicidad Recklam Fiat Uno Premio Elba Oggi 147 Panorama Tempra GM Chevrolet Monza Hatch Kadett Chevette VW Volkswagen Passat Santana Voyate Gol Parati Ford Del Rey Escort Corcel





Fiat Tempra 97: Último Comercial no Brasil
Último comercial do Fiat Tempra no Brasil, apresentando o modelo 1997. ======== HISTÓRIA: Fiat Tempra ======== Lançado em 1991 como modelo 92, foi o primeiro carro de luxo da Fiat do Brasil. Tinha duas versões de acabamento: a básica - chamada informalmente de Prata por causa do nome oficial da mais luxuosa - a Ouro. Havia apenas um tipo de carroceria, sedã de quatro portas, e todos os Tempra tinham encostos de cabeça no banco traseiro, painel com conta-giros, vidros verdes, motor 2.0 carburado e câmbio de cinco marchas. A versão Ouro vinha com vidros, espelhos e travas com acionamento elétrico, rodas de liga leve e até mesmo acabamento de madeira legítima no painel de instrumentos e uma lanterna (para ser ligada no acendedor de cigarros) no porta-luvas. Em novembro de 1992 é lançado exclusivamente para o Brasil o Tempra de duas portas, nas versões básica e Ouro. Em março de 1993 é criada a versão com motor 2.0 16V (que não era chamada de Ouro) e que apresentava opcionalmente os bancos elétricos forrados em couro, rodas polidas e acabamento diferenciado, além do motor com 127 cavalos. No mês seguinte chega a versão de duas portas com motor 2.0 16V, mas aqui cabe uma curiosidade: esta era chamada de Tempra Ouro 16V. Coisas da Fiat... De qualquer forma, os Tempra de duas portas - de uma maneira geral - foram um fracasso, sendo que o Ouro 8V deixava de ser feito já em 1993 e as outras versões, no ano seguinte. Em 1994 a Fiat foi além e ousadamente criou a versão 2.0 8V turbo, com 165 cavalos de potência. Algumas fontes ligadas à fabrica disseram que o 16V turbo chegou a ser desenvolvido, mas devido à alta performance - bem melhor que a do carro que foi lançado - muitos componentes teriam de ser redimensionados para se adequar à cavalaria. Como isso implicaria em custos mais altos, a idéia foi deixada de lado em favor do 2.0 8V turbo, que já tinha um desempenho fantástico. Nesse mesmo ano foi criado um novo painel de instrumentos, com desenho mais moderno. O ano de 1994 marca ainda a chegada do Tempra i.e., com injeção eletrônica nas versões de duas portas (que seria feita apenas entre abril e setembro) e quatro portas. Em 1995 foi lançado o Stile, com motor turbo mas carroceria de quatro portas e rodas de aro 15. No mesmo ano, mas como modelo 96, o Tempra passa por uma pequena cirurgia plástica. Para a linha 97, as versões mudam de nome, passando a ser SX 8V e 16V e HLX, esta sempre com motor 2.0 16V, sendo criada ainda uma versão City, voltada para os taxistas, como ano-modelo 98. Em maio de 1998, como modelo 99, o Tempra sofre mais um face-lift, com introdução de nova grade, maçanetas, pára-choques e acabamento interno. Embora tenham sido apresentados no Salão do Automóvel de 1998, onde a grande estrela era o Marea, os Tempra 8V e 16V não viraram o ano, pois deixaram de ser produzidos em dezembro do mesmo ano. Assim, não há Tempra modelo 99 fabricado em 1999. ------------------------------------------------------------------ Comercial antigo Comerciais Antigos Propaganda antiga Propagandas Antigas TV Brasileira Anos 70 Anos 80 Anos 90 anuncio campanha publicitária de lançamento carro carros automóvel automóveis Brasil Brazil Vintage Car Commercial Ad Advertise Advertising Advertisement Classic TV Spot Pubblitità Publicidad Recklam Fiat Tempra 16V 1997 S.W SW Station Wagon Uno turbo Marea Tipo VW Volkswagen Polo Pointer Logus Santana Gol Parati Saveiro Santana Quantum Ford Escort Ka Fiesta Verona Versailles GM Chevrolet Monza Omega Vectra Kadett Corsa





Which car is faster? Which Car is Faster?




Similar 1/4 mile timeslips to browse:

1978 Chevrolet Monza Nostagia injected funny-car: 7.980 @ 169.000
Buzzz Miller, Engine: Big Block Chevy, Supercharger: no Turbos: no Tires: goodyear


1977 Chevrolet Monza spyder: 8.590 @ 144.230
brian church, Engine: 468cu,


1980 Chevrolet Monza ss: 8.870 @ 151.050
mark s. laub, Engine: 540, Supercharger: no Turbos: no Tires: m/t


1980 Chevrolet Monza GT: 8.922 @ 170.719
JOE THE PLUMBER ESPOSITO, Engine: 565, Supercharger: NO Turbos: NO Tires: HOOSIER


1980 Chevrolet Monza : 8.980 @ 150.000
michael sharp, Engine: 511, Supercharger: none Turbos: none Tires: hossier


1978 Chevrolet Monza notch back: 9.000 @ 138.000
lee miracle, Engine: 406, Supercharger: none Turbos: none Tires: 29.5-10-5-15 MICKEYS


1975 Chevrolet Monza : 9.635 @ 138.200
Jeff Einsteder, Engine: 406 cu in Chevy, Tires: Goodyear 14 x 32


1976 Chevrolet Monza : 9.840 @ 134.000
Rick Stief, Engine: 406,


1975 Chevrolet Monza Town Coupe: 10.224 @ 130.810
Mark Francis, Engine: 355, Supercharger: None Turbos: None Tires: Goodyear


1975 Chevrolet Monza Town Coupe: 10.224 @ 130.810
Mark Francis, Engine: 355 Chevy, Supercharger: N/A Turbos: N/A Tires: 15


1975 Chevrolet Monza fast back: 10.229 @ 132.950
Rod Clark, Engine: 406, Supercharger: nil Turbos: nil Tires: Autodrag


1980 Chevrolet Monza hatch back: 10.300 @ 128.000
Tom Shideler, Engine: 388 500hp + ?, Supercharger: later Turbos: no use Tires: mickeys


1977 Chevrolet Monza spider: 10.690 @ 124.260
Randy Moore, Engine: 355, Supercharger: no Turbos: no Tires: M T


1977 Chevrolet Monza spyder: 10.850 @ 120.600
Randy Moore, Engine: 355, Supercharger: na Turbos: na Tires: goodyears 33/14.5x15 rear M/T 22.5x15 front


1975 Chevrolet Monza Town Coupe: 10.900 @ 121.000
Mike Clark, Engine: 355, Supercharger: none Turbos: none Tires: 255/60 Radial!!!!


1977 Chevrolet Monza spyder: 10.980 @ 120.000
randy moore, Engine: chevy 355, Tires: good year eagle rear M/T front


1980 Chevrolet Monza : 12.220 @ 115.000
Doug Lynden, Engine: 350 Chevy crate motor, Tires: mickey thompson 26/8.5/14


1977 Chevrolet Monza spider: 12.570 @ 107.000
randy moore, Engine: 355, Tires: 26x 5x15ft. 33x16x15rear


1980 Chevrolet Monza Notchback Sport Coupe: 13.718 @ 98.160
Doug Butler, Engine: 1979 425 Cadillac, Tires: Hoosier 20/ 8 R , 185/80 Champion


 


©2015 DragTimes - Disclaimer - Contact Us